O que fazemos dos cortes que nos fazem?

Aqui, do lado de cá, aquele amando.

Alguém resolveu me machucar.

Uma ferida que, talvez, não vá cicatrizar.

Será que o corte sempre estará sangrando?

Com as mãos sujas, eu busco o corte tocar.

O intuito é reconhecer sua profundidade.

O resultado é me torturar.

Quem faria consigo essa insanidade?

A dor leva-me a buscar sua causa.

Encontro-na e desejo, momentaneamente, causar o mesmo horror que esse corte sujo, sangrento e profundo causa em mim.

Olho nos seus olhos e lhe pergunto:

Com qual arma me feriste?

No perdido dos olhos que, em outra hora, jurei ser cura.

Eu me perco ainda mais buscando respostas que meu algoz não tem.

Repito:

Com qual arma me feriste?

Ele não sabe responder a pergunta.

O corte pulsa e arde como se soubesse uma resposta.

Então, levo minha mão até o rasgo e como em um pedido da pele dilacerada, eu toco, novamente, a ferida.

Como um ser com vida,

Ela me responde:

A arma foi o amor, era sua, não dele.

A carne quem em ti sangra foi resultado de tua própria carne.

O sentimento que nasceste em ti foi o punhal que lhe feriu.

Tomá-lo de voltar é necessário, mas não para apunhalar seu algoz.

Afinal, sua ingenuidade sabe que ferir aquele que carrega o punhal é ferir-se.

O corte nele é em você que sangra.

Entenda, menina,

O amor é assim, uma arma cruel o bastante que fere a própria carne e protege o malfeitor.

Entenda, menina,

Eu sou o corte que permitiste-te.

Eu sou a dor que causara ao dar-se.

Eu sou a ferida aberta que você teima em não deixar curar.

Eu sou um tumor maligno que desejas conservar.

Eu sou a forma que expele o seu sangue escorrendo asqueroso e quente como um pedido de socorro.

Entenda, menina,

Quereres poder amar, porém, é amar que irá te matar.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s