Marielle está presente, por quê? A maré de amor não morre.

Negra, mulher, homoafetiva, mãe solteira e nascida em uma favela carioca, a Maré. Pode parecer clichê começar esse texto assim, mas não seria justo começá-lo de outra forma, afinal, tal descrição prova o quão guerreira Marielle Franco precisou ser. Ela é síntese de todas as minorias que sofrem preconceito e marginalização nesse país, uma que, […]